Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Jogos, passatempos, humor, anedotas e outras coisas maléficas...
nagasakirecords
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 937
Registado: quarta jun 20, 2012 9:27 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor nagasakirecords » quarta jun 05, 2019 9:13 pm

Com o controle que existe hoje em dia duvido que ou as bandas não paguem ou os bares não paguem... Não tenho a certeza mas duvido...
Agora duas coisas... Muita da malta que anda aí em bandas originais, acabam por ter bandas de covers... Para a malta evoluir a nível de perícia e de material tem que investir, e vai investir como? O que dá dinheiro ? é tocar para os amigos em bares com 50 pessoas e que nem um disco compram? ou ir a um bar tocar para o público geral e ter 200 pessoas a ver, e a contribuir para uma casa cheia? É que muitas bandas de covesr têm cachet as de originais...
Yah há bué concertos de covers, mas isso rouba o espaço para as bandas originais? Comparando com há 20 anos atrás hoje em dia há muitos mais concertos de bandas nacionais de originais em todo o lado , e na altura não havia este boom de bandas de covers/tributo...
Depois , qual a diferença de bandas de covers e tributos, para os actuais I am Morbid, Possessed, Hellhammer etc etc?
Queixar-se de só haver concertos de bandas de covers, quando até há quem se queixe da quantidade de concertos que existe em Portugal hoje em dia, perante a nossa situação financeira, faz lembrar aquele pesssoal que se queixa que só há programas de futebol na tv, porque só temos 2 canais de tv, e música de merda na rádio, porque não há outra forma de ouvir música hoje em dia...
"It's not the years, honey. It's the mileage." Indiana Jones
"Uns call me José Manuel, outros call me Joe, outros call me Comendador. (…) So, call me Joe."
https://www.discogs.com/user/Psychoneurosis

Avatar do Utilizador
Kustu Rica
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 3385
Registado: terça dez 29, 2009 9:51 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Kustu Rica » quarta jun 05, 2019 9:55 pm

Matusalem Escreveu:
Kustu Rica Escreveu:
Matusalem Escreveu:A unica pergunta que coloco é a seguinte: as bandas de tributo quando tocam em publico pagam direitos de autor às bandas originais? Ou é só mesmo para ganhar dinheiro com o trabalho dos outros?


Devem pagar ao SPA por cada cover tocada.


Duvido muito, mas se houver por aqui alguem que toque numa banda de tributos que se manifeste e diga como fazem com o pagamento à SPA e em que moldes se processa.


Estava a brincar :mrgreen: nem sei como se processa. Mas duvido que se passe alguma coisa.
Your wife, my bitch. Your love, my trick. Her mouth, my dick. I fucked, thats' it. Straight pimp, no shit. Gave me your chips. I drove, your whip. It's true, don't trip.

Avatar do Utilizador
aBisMo
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 2518
Registado: quarta jun 10, 2009 7:42 pm
Localização: N41.161763 | W8.583702

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor aBisMo » quarta jun 05, 2019 10:23 pm

Onde só os mais fortes sobrevivem, Nós seremos Eternos

Compra & Venda CD, Vinil, Tapes

Venda T-Shirt's & Longsleeves

Zyklon
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6896
Registado: sexta jan 04, 2008 10:47 am
Localização: Oleiros(Castelo Branco)
Contacto:

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Zyklon » quinta jun 06, 2019 7:01 am


Mais um a entrar no "panorama nacional de tributos".

Para a malta evoluir a nível de perícia e de material tem que investir, e vai investir como? O que dá dinheiro ? é tocar para os amigos em bares com 50 pessoas e que nem um disco compram? ou ir a um bar tocar para o público geral e ter 200 pessoas a ver, e a contribuir para uma casa cheia? É que muitas bandas de covesr têm cachet as de originais...

Basicamente o metale está salvo a "nivel de perícia"....
SAI MAIS UM CLONE DE THRASH MODERNO COM RIFFS DE MESSUGGAH PARA A MESA 9 SFF!

:mrgreen: :mrgreen:

nagasakirecords
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 937
Registado: quarta jun 20, 2012 9:27 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor nagasakirecords » quinta jun 06, 2019 8:32 am

Meshuggah não sei, que sinceramente acho que nunca ouvi na vida, ou se ouvi nem me apercebi o que era...
Mas aquela fase em que só apareciam bandas a reciclar riffs de Pantera e Machine Head... Depois lá devem ter visto que dava mais guito fazer covers dos originais...
É impossivel falar em reciclar sem me lembrar desta pérola do nosso muito querido Fernãopiro Vampireiro, e a sua opinião sobre o BM quando a malta matava os pais...

https://youtu.be/wK4hh_SVvIU?t=1126

Dá mesmo vontade de estar por trás dele com as capas de Morbid God e do Anno Satanae...
"It's not the years, honey. It's the mileage." Indiana Jones
"Uns call me José Manuel, outros call me Joe, outros call me Comendador. (…) So, call me Joe."
https://www.discogs.com/user/Psychoneurosis

Zyklon
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6896
Registado: sexta jan 04, 2008 10:47 am
Localização: Oleiros(Castelo Branco)
Contacto:

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Zyklon » quinta jun 06, 2019 11:07 am

Mas quem é que ainda leva o Fernando Ribeiro a serio em 2019?
"E etc"

Em todos os paises existe um pateta mor dentro do Metal do Robb Flynn (US), ao Nergal (Pol), o Cavaleira das rasts passando pelo Dani (UK) e etc..o nosso é o grandioso Fernando Ribeiro e as suas cenas "antropologicas"..

nagasakirecords
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 937
Registado: quarta jun 20, 2012 9:27 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor nagasakirecords » quinta jun 06, 2019 11:19 am

Nunca o levei (muito) a sério...
Um gajo que prefere ficar em casa a limpar o pó em vez de ir beber uns copos com os amigos, deixa-me sempre de pé atrás...
Mas também pode ser um problema meu...
"It's not the years, honey. It's the mileage." Indiana Jones
"Uns call me José Manuel, outros call me Joe, outros call me Comendador. (…) So, call me Joe."
https://www.discogs.com/user/Psychoneurosis

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4552
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor aetheria » quinta jun 06, 2019 2:34 pm

nagasakirecords Escreveu:Nunca o levei (muito) a sério...
Um gajo que prefere ficar em casa a limpar o pó em vez de ir beber uns copos com os amigos, deixa-me sempre de pé atrás...
Mas também pode ser um problema meu...



Tens algum problema contra os alérgicos? os asmáticos?
Ou estás a falar de outro pó?...
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

nagasakirecords
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 937
Registado: quarta jun 20, 2012 9:27 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor nagasakirecords » quinta jun 06, 2019 2:38 pm

aetheria Escreveu:
nagasakirecords Escreveu:Nunca o levei (muito) a sério...
Um gajo que prefere ficar em casa a limpar o pó em vez de ir beber uns copos com os amigos, deixa-me sempre de pé atrás...
Mas também pode ser um problema meu...



Tens algum problema contra os alérgicos? os asmáticos?
Ou estás a falar de outro pó?...


Não tenho nada contra niguém 8)
Do outro pó? Há outro? :roll:
"It's not the years, honey. It's the mileage." Indiana Jones
"Uns call me José Manuel, outros call me Joe, outros call me Comendador. (…) So, call me Joe."
https://www.discogs.com/user/Psychoneurosis

Avatar do Utilizador
Matusalem
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1354
Registado: quarta fev 23, 2005 11:35 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Matusalem » segunda jun 10, 2019 10:46 am

Entao ontem foi o dia da metalada no Gotik Treffen aqui em Leipzig e o que este vosso amigo viu foi o seguinte:

Thy Antichrist - Muito bom e excelente prestação em palco. Vao andar em digressao com Wolfheart e Carach Angren e vao passar por Portugal. Quem for ver aqui do forum não vá só por Carach Angren. Vá cedo que não se vai arrepender de ver estes gajos. E os cabroes sao mesmo altos, tive a falar com eles depois do concerto e sao simpáticos, um colombiano, um italiano, e dois americanos, um deles do Texas.

Wolfheart - igualmente muito bom, pensei que fosse ser um pouco azeiteiro por causa dos teclados mas nao foi. Foi mesmo bastante interessante de vê-los e é curioso que o modo de tocar guitarra dos finlandeses é inconfundível. Aconselho igualmente a não perderem esta banda.

Carach Angren - Epah, sinceramente nao percebo o hype à volta desta banda. Em album percebo o ponto de vista deles mas aquilo não puxa. E achei o concerto um bocado aborrecido, apesar do vocalista nao parar em cima do palco e do teclista estar sempre a fazer esgares com a cara. Banda mais fodida de fotografar que me apareceu pela frente, exactamente porque os gajos nao paravam em palco mas daquele modo em que se enfia um cabo de alta tensão pelo cu e a malta apanha choques electricos e fica com ataques epilépticos. Mas, bom, houve gente que estava com ar de felicidade entao devem ser bons.

Faketushka - 1 (uma) hora a colocar adereços em cima do palco para tocarem 40 minutos. Já meto em baixo uma foto do palco mesmo antes de começarem o concerto para terem a noçao do que é actualmente um concerto dos Batushka do Bart. Todo o concerto é visual, guitarristas, baixista e baterista escondidos atrás dos adereços só se vendo o Bart no centro do palco a representar um padre ortodoxo a dar missa e a fazer as práticas ritualistas da celebraçao eucaristica e via-se igualmente na lateral um coro de 3 pessoas. Velas, caveiras e candeias espalhadas por todo o lado a arder durante todo o concerto em que as luzes de palco eram minimas. Tambem foi um bocado fodido de fotografar que estava tudo escuro com excepção das velas. Agora a parte que interessa: a musica. Eles só tocaram as musicas do novo album que vai sair em Julho e creio que o tocaram na integra. Ignoraram completamente o primeiro album, nao tocaram mesmo nada o que deixou o pessoal que veio vê-los completamente K.O. Relativamente à musica em si e o que esperar do que vai sair pela Metal Blade. Black metal podre, com os riffs sempre iguais em todas elas, bateria a fazer tum pah tum pah e em todas elas coros a fazer óóóóóó. Tirando a ultima musica que é mais espaçada, mais calma (acho que se chama mid-tempo) e que é mais parecida com o que se ouviu no primeiro album e que foi a que mais agradou ao publico pela reacção demonstrada, tudo o resto pode-se dizer que poderia ser um novo album de Hermh mas com coros lá pelo meio. A voz é igualmente muito mais agressiva. Tirando 3 bebados à frente ao pé das grades que poderiam dar-lhes Marco Paulo que eles continuava aos pinotes, toda a gente estava com uma expressão no rosto de What a Fuck is this? O espectaculo visual reconheço que é apelador e tudo muito bem montado, mas se eu quiser ver velas acesas vou a um cemitério, não a um concerto de musica, ainda para mais quando a musica é uma merda e repetitiva.

Cradle of Filth - o baixinho ainda está para as curvas. Quem me vai lendo vê que vou a muitos concertos aqui por Leipzig, e posso dizer que até ao dia de ontem foi o melhor concerto de metal que vi este ano. Ainda por cima o som estava perfeito em tudo. E a vocalista feminina e teclista é realmente muito boa, não fica a dever nada à Sarah Jezebel. Escrevo abaixo o set-list e depois tirem as vossas conclusões:
Intro (Once Upon Atrocity); Thirteen Autums and a Widow; Cruelty Brought Thee Orchids; Beneath The Howling Stars, Heartbreak and Seance; Malice Throught the Looking Glass; Bathorie Aria; Wester Vespertine; Intro (A Bruise Upon the Silent Moon); The Promise of Fear; Nymphetamine; Saffrons Curse; Her Ghost in the Fog; From the Cradle to Enslave; Outro (Blooding the Hounds of Hell).

Imagem

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4552
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor aetheria » segunda jun 10, 2019 1:44 pm

Boa review. Desconheço as duas primeiras bandas. Carah já vi, sei do que falas, continuo a achar-lhes piada but that's a long home story.
COF parece que voltaram aos grandes desempenhos (também gostei muito em Vagos) e parece que se confirma que o álbum dos Fakethuska será um grande flop. Não tocarão nada do antigo pois suponho que isso estará enrolado nas questões legais.
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
schwarze_engel
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1714
Registado: segunda nov 08, 2010 9:33 am
Localização: Porto

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor schwarze_engel » segunda jun 10, 2019 10:56 pm

Matusalem Escreveu:Black metal podre, com os riffs sempre iguais em todas elas, bateria a fazer tum pah tum pah e em todas elas coros a fazer óóóóóó.
Oh pá... :lol: Que parvoíce estar-me aqui a rir com o "óóóóóó", quando é mesmo uma descrição perfeita, pelo menos das duas músicas que já ouvi dos Badtushka. :lol: :lol:
Hear the words I sing,
War's a horrid thing.
So I sing, sing, sing...
...ding-a-ling-a-ling.

Zyklon
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6896
Registado: sexta jan 04, 2008 10:47 am
Localização: Oleiros(Castelo Branco)
Contacto:

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Zyklon » terça jun 11, 2019 1:54 pm

Então e aquele choque de titãs (cibernético) entre o Fernando Ribeiro e a Mosher?

Chovem toneladas de azeite!!! Apocalipse azeiteiro!!

Parabens a ambas as partes!

Avatar do Utilizador
Kustu Rica
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 3385
Registado: terça dez 29, 2009 9:51 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Kustu Rica » terça jun 11, 2019 5:35 pm

Zyklon Escreveu:Então e aquele choque de titãs (cibernético) entre o Fernando Ribeiro e a Mosher?

Chovem toneladas de azeite!!! Apocalipse azeiteiro!!

Parabens a ambas as partes!


Ainda não encontrei esse lagar.
Your wife, my bitch. Your love, my trick. Her mouth, my dick. I fucked, thats' it. Straight pimp, no shit. Gave me your chips. I drove, your whip. It's true, don't trip.

Avatar do Utilizador
Vooder
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4616
Registado: sábado jan 15, 2011 11:10 pm

Re: Posta aqui que assim ele sobe? wtf.

Mensagempor Vooder » quarta jun 12, 2019 2:21 pm

Ainda no FR

«Ainda sobre a vinda Ed Sheeran

Devo confessar que me divertiu muito ver a cantora Carolina Deslandes defender a classe artística Portuguesa perante o sucesso estrondoso e indiscutível de Ed Sheeran, que esgotou não um, mas dois estádios da Luz. Foi fofinho mas isto da vontade e, em particular, das expectativas que os artistas Portugueses têm ou não, tem muito que se lhe diga. Em todo o caso, fica assinalado o "protesto" que espero, e vale para todos nós, se estenda a outros campos que também preocupam os músicos nacionais como a justiça fiscal, redução na burocracia contractual, melhor distribuição do dinheiro cobrado pela indústria nacional e organismos de coleta, e, claro, oportunidades de visibilidade idênticas para todos. Ficamos a aguardar.

Mas o que me interessa aqui falar, uma semana depois, é da predisposição psicológica que nos leva a reclamar do sucedido (120.000 bilhetes vendidos) que me parece revelar uma coisa que ninguém tem coragem de admitir: a incredulidade de muita gente perante este recordista de vendas, pouco habitual no nosso país. Normalmente, estes números, só estavam ao alcance de bandas ou cantores que, sendo diferentes de Sheeran, gozavam de uma reputação/longevidade muito mais forte e consensual perante a cena musical. Cena essa que também é formada não só pelas massas que foram à Luz, mas por todos os que trabalham na música, seja a fazê-la, a promovê-la ou a vendê-la. Nomes como os Stones, Pink Floyd, U2, Michael Jackson, Metallica (que tocaram este ano, no Restelo, 42.000 pessoas), e até bandas e artistas que não enchendo um estádio como Prince ou Depeche Mode, deixaram a sua marca na história dos concertos ao vivo em Portugal. Os Rammstein preferiram não vir a Portugal este Verão com a sua tour de estádios, isto apesar de terem batido o recorde de vendas na Europa com 800.000 vendidos em pouco mais que uma semana (!). Para não me esquecer dos Portugueses, ficam também registados os concertos de GNR e o primeiro Portugal ao vivo em Alvalade, nos anos 90, cheios de pessoas que foram não só por gosto musical, mas também por "orgulho" nacional. Eram outros tempos.

A grande diferença que só não nota quem não quer entre King Sheeran e os nomes acima citados, e que tem provocado a tal incredulidade, é sobretudo uma questão de credibilidade. Vejamos: todos os outros nomes são intocáveis. Ninguém se atreveria a duvidar de nenhum dos bilhetes vendidos por estes nomes para os estádios. Ninguém questionaria o talento de nenhum destes monstros sagrados e, acima de tudo, ninguém se chocaria se fosse um destes a vender 120.000 bilhetes. Com Ed Sheeran, mesmo que sejamos "muito fãs" como a Carolina, a coisa é diferente e seria bom se tivéssemos a coragem de admitir o nosso choque perante a popularidade deste ruivo e da sua guitarra. Esse choque provém, primeiro, das características espartanas dos seus concertos. Um homem, uma viola, canções. A tal simplicidade e principalmente a tal humildade que as novas gerações tanto apreciam. Sem estrilhos, sem muitos decibéis, seguro, limpo e civilizado. Sem muitos camiões, sem uma enorme pegada ecológica. Para o menino e para a menina. Para a família. Um artista completamente alinhado com o seu tempo e com a forma como se distribui, promove e ouve música em 2019, em sintonia total com a passividade do nosso mundo. Eddie vende um sonho, um rapaz fixe que podia ser namorada dos nosso filhos ou filhas, não vamos lá pela música, há coisas tão melhores, mas ninguém bate este rapaz que podia ser nosso vizinho, de tão bons modos, adoramos investir na modéstia.

Também nos falta a coragem para contrariamos as massas. Ou seja, tentem lá dizer que não gostam do Ed Sheeran e levarão de imediato com um justo "tomaras tu." Sinceramente, não tomara eu nada. Pessoalmente, não gosto do Ed Sheeran. Respeito, e como não, quem gosta e quem foi ver, mas eu não o acho nada de especial. Canções super-cliché, melodias batidas em todos os bares, letras adolescentes, uma péssima imagem, uma voz comum, composições tão, mas tão parecidas com a cartilha Pop que teve de acrescentar autores aos seus registos legais, de modo a não incorrer em processos de plágio. Há muita, mas muita coisa mesmo que afasta Ed Sheeran daquilo que eu considero "um verdadeiro artista". Podem-me chamar invejoso, estúpido ou snob, mas as 120.000 pessoas em Portugal, e as outras todas lá fora, não me farão mudar de opinião. Afinal gostar de música, não é gostar ou "entender" tudo, ao contrário do que se para aí apregoa. Música é individualidade.

Ou seja, o que a mim me faz confusão, não são os artistas Portugueses não encherem as salas que tocam, ou os estádios que não tocam, isso é normal e apontar culpas ao público é deveras infantil. O que me choca, é que este artista em particular, esgote os nossos estádios com este estilo de música e espetáculo, considerando isso mais preocupante na minha ótica do que saber como levar outra banda ou artista Português à "merecida" glória.

Se não ficou bem claro, não gosto mesmo do Ed Sheeran, nem do que ele representa. A imagem do bom rapaz a mim não me convence. Os Metallica são velhos e feios mas deixaram cá 40.000 € doados ao serviço Pediátrico do Hospital de S.João no Porto e tudo o que sobrou do seu imenso catering de produção, foi entregue à Refood. Podem não ter ganho a corrida aos bilhetes aos betinhos, mas deram uma cabazada em ação social. Uma coisa que é completamente estranha à voragem dos artistas novos e seus agentes, algo que lhes desequilibraria a ganância das contas maravilhosas que trazer um homem + viola (em vez de um palco gigante em fogo com uma língua a servir de avancé) permitem ao nível do lucro. Poupar no fogo de artificio enriquece o artista de várias formas, sem dúvida.

Sim, é verdade que há espaço para tudo na música. E que esta se divide e se concretiza numa espécie de mistura entre sorte e talento. Pois eu quando olho para o Ed Sheeran vejo muito mais um rapaz que ganhou uma espécie de lotaria, o euromilhões da simpatia pública, do que propriamente um ser cheio de talento, que se impôs apenas pela sua qualidade musical. Não. Ele é o rei dos humildes, da modéstia, esse é muito do seu talento, diferente das bandas acima citadas, um produto do seu tempo, só possível pela higienização total a que o grande público tem votado os artistas para que se tornem exatamente no mesmo produto que Ed Sheeran: grande mas inofensivo, totalmente conforme ao gosto dos seus muitos clientes.»
https://www.tsf.pt/opiniao/interior/ok- ... KVNeW_ATYk
ImagemImagemImagem
VENDE-SE Enslaved/Ephel Duath/Agalloch/Therion/HateSphere e mais cenas


Voltar para “Jogos, Diversão e Offtopic!”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes