2020.02.01/02 - Dream Theater - Porto e Lisboa

Críticas & Comentários a Concertos & Eventos!
Avatar do Utilizador
Enigma
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4747
Registado: quarta set 26, 2007 3:48 pm

2020.02.01/02 - Dream Theater - Porto e Lisboa

Mensagempor Enigma » quarta fev 05, 2020 4:39 pm

Aberto tópico de rescaldo para as duas datas. Quem foi à data do Porto que se manifeste.

Rescaldo do concerto de Lisboa:
Praticamente 8 anos depois, os Dream Theater voltaram finalmente a dar um concerto em Lisboa, na altura a promoverem o primeiro álbum após a saída do Portnoy. 8 anos e 3 álbuns depois (e sem mexidas no line-up desde então), regressam a Lisboa para dar um concerto enquadrado numa tour muito especial, em que não se limitam a promover o último (e excelente) Distance Over Time, mas também a celebrar os 20 anos de um dos seus álbuns mais marcantes e emblemáticos - Metropolis Pt. 2: Scenes from a Memory.
Casa muito bem composta (diria mesmo perto de estar cheia, apenas descortinei algumas cadeiras vazias na bancada) para ver (ou rever) a banda.
O conceito do concerto foi algo do género de "A night with...", pois não contou com banda de abertura, teve a duração aproximada de 3 horas, e com um intervalo a meio da atuação.
Na primeira parte o set focou-se, naturalmente, no Distance Over Time, apresentando temas como Untethered Angel, Fall into the Light (a banda alternou este tema com a Paralyzed, por isso no dia anterior tocaram esta no Porto), Barstool Winter e Pale Blue Dot. Tocaram ainda a fantástica A Nightmare to Remember e a In The Presence of Enemies - Part I, de outros álbuns. Para uma banda com a discografia vastíssima que DT tem, estas escolhas seriam sempre discutíveis, mas estas revelaram-se acertadas.
O espetáculo teve também uma grande componente visual, tendo projeções a acompanhar cada um dos temas, o que se revelou uma mais valia e complementou na perfeição os temas e o virtuosismo dos executantes. Aliás, mais que um concerto, este foi um espetáculo sonoro e visual de enorme beleza, uma verdadeira viagem que a banda proporcionou a todos os presentes. Quanto ao virtuosismo dos músicos, acho que não há muito a dizer ou a acrescentar quando se fala de músicos do nível do Petrucci, Ruddess, Mangini e Myung. Aqui o que mais impressiona é a sua sobriedade e até uma certa discrição, para além obviamente de todo o brilhantismo da execução. Quanto ao LaBrie, não é um frontman de encher o palco, mas continua senhor de uma excelente voz e é o complemento perfeito para a música que é debitada pelos restantes membros.
A segunda parte do concerto consistiu no Scenes from a Memory tocado na íntegra, o que só por si seria mais que razão suficiente para marcar presença. E se a primeira parte foi muito boa, a segunda foi uma enorme viagem por um álbum tremendo, de princípio ao fim. Desde a Scene One: Regression que o entusiasmo do público, bastante notório até aí, se tornou ainda mais efusivo, entoando por vezes as letras e outras de punhos cerrados seguindo a música.
Torna-se muito difícil destacar os momentos (ainda) mais marcantes, mas diria que temas como Beyond This Life, Through Her Eyes, Home, The Spirit Carries On (simplesmente arrepiante!) e a final Finally Free se destacaram ainda mais das restantes.
A banda regressou ainda ao palco para tocar o último tema da noite, também do último álbum, a excelente At Wit's End (ficou a faltar a Pull Me Under, mas não se pode ter tudo), que fechou uma noite verdadeiramente memorável. :metal:
Espero que não demorem tanto tempo a regressar a Lisboa, e se for para celebrar outro álbum clássico, tanto melhor. :D

Abraço aos MUsers (e não MUsers) que me acompanharam. :cheers:
Valfar, ein Windir

Avatar do Utilizador
Vooder
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4970
Registado: sábado jan 15, 2011 11:10 pm

Re: 2020.02.01/02 - Dream Theater - Porto e Lisboa

Mensagempor Vooder » quarta fev 05, 2020 10:03 pm

Também estive em Lx.
Foi a minha estreia com os Dream Theatre, que por este ou aquele motivo ainda não se tinha proporcionado. Mas quando soube que iriam na íntegra tocar aquele que é na minha opinião uma autentica obra-prima, e o melhor álbum conceptual de sempre, tinha mesmo de marcar presença.

O Enigma já disse praticamente tudo. Houve momentos que até os pelos das pernas se me arrepiaram (trve story) :o
Só tenho a apontar o som, que ao princípio estava demasiado embrulhado, e que mesmo melhorando logo a partir da 2ª música nunca deixou de estar, particularmente na bateria no ataque aos timbals e no baixo.

Músicos de outro planeta, irrepreensíveis, com o elo mais fraco, o LaBrie, que para mal ou para o bem é a voz da banda, a não comprometer de todo, e isso já não é nada mau.

Soberba banda e soberbo concerto. Só faltou a Pull me Under a finalizar e teria sido mesmo perfeito.

Anda por aí uma crítica chamada "muito coração e pouca alma" ou algo do género, que só pode ser escrita por um fã geek da banda, nada mais... qual as críticas de cinema do jornal Público... não liguem.
Última edição por Vooder em sexta fev 07, 2020 8:48 am, editado 1 vez no total.
ImagemImagemImagem
VENDE-SE Enslaved/Ephel Duath/Agalloch/Therion/HateSphere e mais cenas

Santyago
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1159
Registado: quinta jan 08, 2009 2:44 am

Re: 2020.02.01/02 - Dream Theater - Porto e Lisboa

Mensagempor Santyago » quinta fev 06, 2020 11:49 pm

Também foi uma banda que nunca vi ao vivo. Com tantas datas lá no Porto, assim que apareceu uma data em Lisboa, decidi aproveitar. Era uma das bandas que nunca tinha visto ao vivo e tinha curiosidade em ver. Gosto muito do Image and Words e do Metropolis Pt2. Mesmo que não tocassem esse álbum na íntegra, iria ver, mas sabendo de antemão que iam tocar isso, juntou-se o útil ao agradável.

Foram 3 horas muito bem passadas. A primeira um bocado sofrível para mim, mas também não conheço muito o último álbum deles, o Distance Over Time. Houve músicas que gostei como Blue Pale Dot por exemplo, mas outras não tanto. Gostei da adição do "Nightmare to Remember" que deu para muito headbang e air guitar. Petrucci a mostrar que toca muito e sem falhar uma nota.

Um intervalo de 15/20 minutos prosseguiu e depois o regresso da banda para aquilo que se esperava, o Metropolis Pt2 tocado na íntegra. O Scenes from a Memory com uma adição visual à história contada pela música. Foi mais que 1h essa parte do concerto que passou muito rápido. Esse álbum é de facto mágico, um dos melhores feitos no metal progressivo! As músicas fluam muito bem, com momentos altos o Beyond this Life e o The Spirit Carries On!

Notou-se uma banda bem oleada e a tocar muito bem os seus instrumentos. Deu gosto ouvir a voz do Labrie. Onde estava percebia-se todos os instrumentos, não houve um que se sobrepôs ao outro.

Valeu o bilhete e valeu com a companhia também! Talvez vá ver mais vezes se houver futuras oportunidades!
Old_Skull Escreveu:Esta MUrda é cada vez mais um antro de Guerrilheiros de Teclado. Até dá gosto... :grim:

Avatar do Utilizador
JekBanger
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 388
Registado: domingo dez 27, 2009 7:20 pm

Re: 2020.02.01/02 - Dream Theater - Porto e Lisboa

Mensagempor JekBanger » sexta fev 07, 2020 8:22 am

boas! Estive no Porto!
Primeiros 4 temas, com som abaixo das expectativas, mas daí em diante, som bem melhor que o Coliseu.
Ponto fraco do concerto, é a voz do labrie, pareceu estar a usar reverb, a voz já não chega como antigamente...sinceramente torna-se algo desagradável...

A setlist foi boa, o novo álbum tem temas bons...
a wit´s end talvez seja a melhorzinha do Distance Over Time

Avatar do Utilizador
firewalker
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1074
Registado: domingo jun 21, 2009 11:56 am
Localização: Lisboa

Re: 2020.02.01/02 - Dream Theater - Porto e Lisboa

Mensagempor firewalker » sexta fev 07, 2020 10:38 am

A ultima vez que os vi foi na tour do Systematic Chaos ainda com o Portnoy, por isso já lá iam uns anitos.
Foi um bom concerto, o som como foi dito estava um bocado enrrolado e depois melhorou. O LaBrie sempre foi o elo mais fraco da banda, em album não me incomoda, mas ao vivo não apreciei particularmente a prestação dele desta vez, houve ali momentos em que estragou um bocado a pintura. Os outros elementos foram impecaveis como sempre.

A primeira parte foi sofrivel, do novo album a "Fall into the Light" ouve-se bem mas tudo o resto parece-me a cena mais genérica e aborrecida que eles podiam fazer, e ao vivo a minha opiniao não mudou muito. Valeu a Nightmare, e a "In The Presence of Enemies - Part I" que foi para mim o ponto alto da primeira parte.

A segunda parte foi mesmo a razão pela qual fui, em 2000 não pude ver a tour do "Scenes from a Memory" e foi fantástico poder ouvir o album tocado na integra, valeu o bilhete.
Apesar de ser compreensivel a banda querer colocar mais uma musica do album que andam a apresentar, achei que depois da viagem que foi o Scenes o "At Wit's End" entrou bastante mal. Deveria ter ficado na primeira parte, ou então preferia que tocassem um tema mais "classico".


Voltar para “Rescaldo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes